domingo, 29 de junho de 2014

Fogueira de prazer


É assim que estás
Despido em minha frente
Me olhando, me querendo
Entregue em teu braços
Despida, nua, só tua...

E no encontro de línguas  
Esqueço-me do mundo,    
Entrego-me sem medo     
Me faço refém do desejo  
E sou tão apenas tua!     

Um beijo desce por teu corpo
Minha boca e língua torneiam 
Cada pedaço e curva do teu corpo
Que tão quente de desejo
Incendeia ardente o meu
E derreto-me por ti...

Tuas mãos em meu corpo  
Deslisa entre meus seios,     
Passeia por minhas pernas,
Possui fogo em tuas mãos  
Sinto molhado meu corpo  
Que já não resiste a ti...      

Numa procura de prazer
Meu corpo desesperado
Procuro por teu encaixe
Encontra minha entrada,
Entre sussurros e gemidos
Tão meus quanto teus...

Numa fogueira de prazer,        
Coração e alma estremessem     
Surge um cheiro perfumado      
Exalando nosso quarto             
É o resultado perfeito                
Do nosso ardente desejo,           
Um gozo indomável de prazer...



*IRGA*




Autora: Daiane Vieira.
Música de Fundo: "Se eu te pego, te envergo - Sorriso Maroto".
Ilustração: Google Imagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário