sexta-feira, 30 de maio de 2014

Solidão...


As vezes a gente se cansa de ser sozinha... Se cansa de está sozinha, de falar sozinha, comer sozinha, andar sozinha, ir ao shopping sozinha, de fazer compras sozinha, ter que ir ao mercado sozinha, praticar esportes sozinha... As vezes bate uma aflição, em ter de sentar numa mesa sozinha cheia de cadeiras vazias, chego a perder o apetite... Bate um vazio enorme só de olhar pra cama e saber que terei de deitar e tentar dormir sozinha... Bate um desespero em não ter você aqui pra desabafar, olhando nos olhos e poder falar meus medos, desejos, fantasias, projetos ou apenas pra dar risadas de piadas sem graças, de palhaçadas infantil, de falar bobeiras... Ir a praia, a pracinha ou ao parque se tornou um sacrifício e não um lazer... Ver pessoas felizes, abraçadas, se beijando, trocando carinhos, de repente, se tornou cenas a causar tristeza, angustia, e que só aumentam a solidão... Tudo o que era agradável, se tornou algum sem motivação... Um dia se transforma em  semana e as horas parecem multiplicar-se... E quanto mais insisto nessa insana loucura de ficar aqui parada, tentando enganar a mim mesma, que está tudo bem, mais fica claro que não está nada bem, não tem ninguém bem, não estamos em paz e tão pouco feliz... Não se trata de está ou não em convivência com outras pessoas, e sim, da falta de apenas uma única pessoa... Sinto falta de colo, do seu colo... Sinto falta de você pra dividir a vida, pra gastar as horas, pra fazer grandes ações ou simplesmente fazer nada, pra olhar o céu estrelado num dia de lua cheia ou ficar agarradinhos, cobertos por um edredom em um dia cinzento e frio, aquecendo um corpo com o outro... O que necessito mesmo e mais quero são teus braços, abraços e amaços, é sentir o sabor do mel da tua boca na minha, é tuas mãos em meu corpo me tocando e me acarinhando, teu cheiro misturado ao meu numa troca intensa de prazer, é satisfazer esse nosso desejo indomável que sentimos e que só aumenta a cada segundo, é teu corpo sendo meu fiel cobertor de todas as noites... Solidão se tornou meu nome, saudade é meu sobrenome, por não te ter ao meu lado, junto a mim e mesmo que o tempo passe, o que sinto por ti nunca passará, o amor que tenho por ti, não é como fumaça que o vento leva, espalha e apaga... O que eu sinto por ti é muito mais forte que o meu eu, que minha razão, teu amor se tornou uma fortaleza a minha volta e por mais que tentem abalar o que sinto, é impossível... É como tatuagem, ficará pra sempre, durará eternamente... Tu é meu mundo, minha vida, minha felicidade, minha luz, meu TUDO! De tudo o que quero, desejo, planejo e sonho, tu é minha inspiração e nada será realizado, sem que tu esteja ao meu lado, porque tu é a pilastra do meu mundo, que o mantém de pé, assim como sou a tua...


A cura pra essa solidão, pra essa angústia, sofrimento, desespero, tem nome e sobrenome...


"IRGA"


Autora: Daiane Vieira.
Música de fundo: "O silêncio das estrelas - Lenine".
Ilustração: Google Imagens.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Não há mais eu em mim


Olhei no espelho e não me vi
Abismada, não sabia o porque
Nada havia em minha mente
Pensei que era minha visão
Ou até mesmo meu subconsciente. 

Não havia reflexo de rosto meu
Nem sombra, nem imagem alguma
Não havia nada, tão pouco eu! 

De repente e lentamente foram
Surgindo traços por trás do vácuo
O nada tornando-se desconhecido
Que aos poucos e vagarosamente
Já não era mais tão desconhecido

Entre traços aparentes, rabiscos
Vagarosamente, foi formando
Uma imagem deslumbrante
Surgiu então a tua imagem
Teus traços, teu rosto, teu corpo

E agora posso ver com clareza
Porque não havia reflexo de mim
Foi então que tive a certeza
Afirmando definitivamente
Não há mais eu em mim! 

Sou apenas uma carcaça
Preenchida por completo de ti
Que abriga orgulhosamente
tua alma, teus sonhos e desejos
Que de tão meus e tão teus
Hoje, somos tão somente um
Um ser, uma alma, uma imagem

Sou criada e formada 
Por milímetros de ti
Sou o reflexo do nós
Com absoluta certeza
Não há mais eu em mim!



"Saber que cada pedacinho de mim, é preenchido por ti e saber que és meu tudo, é minha maior felicidade...
EU TE AMO, IRGA!"




Autora: Daiane Vieira
Música de fundo: "Meu eu em você - Paula Fernandes".
Ilustração: Google Imagens.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Deitada ao luar


E aqui estou eu, deitada ao luar, sentindo a brisa me tocar e no peito uma saudade, que eu sei que não irá passar, até eu está em teus braços, no teu colo, na nossa casa, no lar que é só nosso... E assim fico a imaginar, como é o lugar aonde você está... Claridade, paz, jardim, lago, verde, tranquilo e calmo, e um desejo incontrolável, de está ao teu lado agora, sentindo você em mim, e poder cuidar de ti, como só eu sei e você merece... E com os olhos fechados, eu te sinto deitado ao meu lado, sorrindo, e aos poucos, vai surgindo em meus pensamentos, a tua imagem junto a minha, você em traje social e eu de branco, num vestido longo, rodeada de flores, dançando valsa contigo, notavelmente felizes... Sinto a chuva a molhar meu corpo, que arde em chamas pelo teu, a imaginação vai além... E com os pensamentos totalmente em ti, humildemente me curvo e faço uma prece, pra Deus cuidar de ti e te trazer logo pra mim, e entre outras coisas é o que eu peço, e novamente a Deus em súplica rezo, pra que atenda ao pedido meu e mesmo que eu não mereça, por piedade, seja atendida minha oração... Entrego tudo a Deus, e fico quietinha, cumprindo um acordo que fiz com meu amado, enquanto Deus faz por mim, tudo aquilo que no momento, por mais que eu queira, não posso fazer. E fico aqui, esperando tu vir pra mim, pra nunca mais, separados nossos corpos ficar, porque nossos corações, nunca jamais, ficaram distantes! 

Porque não há nada melhor, que te amar... Srto. Ícaro meu marido Aita!



Autora: Daiane Vieira.
Musica de fundo: "Encontrei - Marina Elali".
Ilustração: Google Imagens.

domingo, 25 de maio de 2014

Não fuja da felicidade


Pra que fugir? Pra que tentar querer ser mais forte do que o que sentes em teu coração, se isso te faz tão bem e feliz? Pra que tentar fugir da situação ou tentar se esconder, figindo que está tudo bem, quando não está? Porque esconder tanto sentimento lindo, tanto carinho, tanto cuidado, tanto zelo, tanto amor? Porque ficar calado, quando tudo o que queres, é apenas falar o que sentes e que amas?  Porque tanto medo de viver o que te faz bem? Sei que às vezes, levamos tanta porrada da vida que, quando encontramos alguém capaz e disposta a nos dar carinho e amor puro, sem interesses, nos retraimos e tentamos fugir, desconfiamos, julgamos, não porque não a queremos, mas porque já fomos tão pisoteados pela vida, que não queremos ser novamente atropelados... Vivemos num presente duvidoso, alguns tentando curar o passado, outros planejando o futuro, e sem perceber, o presente vai se tornando o passado e a gente vai deixando de viver tudo aquilo que está dentro de nós, aos poucos, no "sem querer querendo", vivemos adiando tudo o que nos faz feliz, e porque? Vale a pena? Adiar a felicidade te faz feliz? Claro que não! E os nossos sonhos, nossos desejos, nossas vontades, nossas fantasias, nossos planos, onde ficam? Fazemos o quê com eles? E nós, como ficamos? Triste, mau e infelizes! Vale mesmo a pena? No final, qual será a satisfação em fugir da felicidade? Sabemos que tudo o que queremos é um pouco de paz, ser feliz e encontrar alguém, que não seja perfeito, mas que se encaixe em nosso mundo, em nossa vida e nos ame acima de tudo... Alguém que compreenda nossas atitudes, entenda nossos problemas, conheça nossos defeitos, nos ame exatamente como somos, mas ao mesmo tempo, nos faça ser melhor a cada dia, nos faça sonhar sempre mais, faça surgir nos olhos um brilho diferente, uma paz e um furacão de prazer, um sorriso bobo e incontrolável nos lábios... E que esse alguém nos faça parecer adolescente apaixonados, e nos faça perder o medo de se entregar e de amar sem limites (é assim que me sinto)... E principalmente, que o medo, de que essa mesma pessoa que tanto nos faz sonhar, amar infinitamente e quer viver tudo o que causa em nós uma felicidade gigantesca, uma felicidade que não se contém em nós, seja apenas mais um que vai nos fazer sofrer. Isso é inadmissível, quando temos lá dentro do coração e da alma, a certeza de que tudo vai ser diferente, e que dessa fez, seremos realmente felizes, um ao lado do outro, juntinhos... Então pra que continuar a fugir? Fica, corre para meus braços, me abraça forte e nunca mais me solta, porque te quero pra sempre em minha vida, ao meu lado, como meu companheiro para toda uma vida, até que a morte nos separe! 

Não importa o medo, não fuja, pra que condenar duas almas a infelicidade, quando podem ser mais que felizes juntas?  

EU TE AMO, minha vida e minha felicidade... IRGA!




Autora: Daiane Vieira.
Música de fundo: "Quem é - Paula Fernandes".
Ilustração: Google Imagens.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Se permita ser feliz


Não construa muros a sua volta, não impeça quem te ama de verdade de se aproximar de ti, não expulse da tua vida quem te faz bem, não abandona quem nunca te deixou, não compara quem te dar carinho com quem te magoou... Tira do teu coração o que não te faz bem, joga pra fora da tua vida quem não te faz bem, apaga as magoas e afasta as lembranças do que te causa dor, não se culpe porque alguém errou contigo, não se prenda a coisas que te despedaça por dentro, não se permita chorar duas vezes pela mesma dor... Mesmo que nada seja fácil (e quem disse que seria?), mesmo com lágrimas nos olhos, levante a cabeça, abrace quem sempre esteve ao seu lado de braços abertos esperando por você e que mesmo quando você pisou na bola, nunca te criticou e tão pouco te julgou, mas esteve sempre de mãos dadas com você, porque te ama de verdade... E acima de tudo, se abra para o amor, se permita amar, se deixe ser amado, se deixe ser tocado na alma, permita que quem te dar amor te conheça por dentro,  compartilhe mais seus medos, seus segredos, fale dos seus desejos, divida suas aflições e frustrações, sonhe junto com quem sonha contigo... Não tenha medo de ser quem e como você é, se quem te ama de verdade te quer assim, porque temer? Todos temos defeitos e qualidades, todos nós temos algum fantasma dentro de nós que precisamos vence-lo diariamente, vivemos uma eterna guerra conosco mesmo, com o nosso eu interior, mas isso não pode ser mais forte que o amor verdadeiro... Não se pode passar o resto da vida, buscando a cura pra um passado devastador ou planejando um futuro promissor, sem viver o presente... Não se pode medir um amor puro, por outro que não deu certo... Se joga, se permita, permita que o amor te liberte, se doe, se entregue, corra todos os risco que esse amor tem, sem pensar em arrependimentos, porque a felicidade é o hoje, é o presente, é o momento em que se vive agora... Não se joga um amor verdadeiro fora hoje, pra resolver conflitos, problemas e medos internos, pra que depois de tudo resolvido, ir procurá-lo no amanhã... Amor verdadeiro, é como uma roseira, ela pode ser eterna, se for bem cuidada, se for tocada com delicadeza, nem sentirá os espinhos, ela pode trocar as folhas e brotar novas rosas, mas estará sempre viva, firme e se renovando, exibindo belíssimas rosas e exalando seu doce, suave e delicado perfume e beleza, mas se não tiver o devido zelo e cuidado, aos poucos murcha, as folhas o vento leva, deixa de exalar seu perfume, caem as flores, secam seus ramos, apodrece a raiz e morre pra sempre... Se você tem um amor de verdade, que está contigo nos melhores momentos e nos piores nunca te deixa, nem quando você a manda embora? É porque ela te ama mais que tudo na vida! Se ela dedica cada segundo da vida dela a te fazer feliz, se ela cuida de você, e não importa se de perto ou de longe, e sim que sempre está presente, se ela sempre te dar força, carinho, amor, compreensão, te entende melhor que você mesmo, sabe de você coisas antes de você falar... Você tem alguém assim??? Então corre, vai lá e pede perdão, diz que a ama, fala tudo que tu sente, não importa se é o melhor momento da tua vida ou o mais complicado, deixa por conta do teu amor, deixa ela decidir se quer ficar ou partir, não se toma decisões sobre um relacionamento sério e sincero num momento de abalo emocional, momento emocional passa, mas uma atitude ou decisão tomada nesse momento, pode ser pra sempre... Não tenha medo de pedir perdão uma, duas três, mil vezes se for preciso, o que importa e consertar o erro e jamais, sob quaisquer circunstâncias, deixar quem tu mais ama e que também te ama triste, fazer chorar dois corações, podendo está sorrindo juntos ou lutando juntos pelo amanhã melhor... Pura tolice! Tentar tirar da cabeça, o que já é amor, está no coração, cravado e tatuado na alma... Pensa, e faz o que teu coração, em prantos, está pedindo! Não a deixe partir... ela não será feliz porque você a chutou de sua vida, forçou ela a ficar distante, a ir embora e sumiu... Não faça com quem cuida de você e vive pra te fazer feliz, o mesmo que fizeram contigo, quando te magoaram... Não magoe quem dá a vida por ti, não queira se afastar de quem você já não sabe viver sem... Ela não será feliz, mas infeliz, por não está perto, por não poder cuidar, por não poder fazer parte de um momento tão difícil e delicado, por não fazer o que de melhor ela faz, que é cuidar de ti... Pode parecer  não acreditar, mas será bem mais fácil para ambos, se ficarem juntos, aprender a compartilhar as dificuldades, do que ser expulso da vida do amado e viver condenado a sofrer tanto quem ama quanto quem é amado... Amor verdadeiro não é gripe que passa, não acaba, não se desfaz, é eterno... Não construa muros a sua volta, impedindo quem te ama de está ao teu lado, mas construa pontes, que facilite a aproximação e ligação desse amor!

E então, vai ficar aí vendo e deixando tua rosa murchar e aos poucos morrer ou vai cuidar da tua rosa devolvendo a ela a vida que ela dá a ti??? Vai construir muro ou ponte???
*IRGA*




Autora: Daiane Vieira.
Música de fundo: "Kiss from a rose - Seal"
Ilustração: Google Imagens.

domingo, 18 de maio de 2014

Subentendido...


Hoje, eu li tuas palavras de socorro... Eram palavras trêmulas, secas, duras, suave, evasivas, com um toque de carência, medo, cuidado, carinho e muito amor! Só eu sei, exatamente, a tradução e a ordem de cada frase que tu diz, de cada gesto e atitude teu, de cada texto escrito, de cada palavra que sai da tua boca e até mesmo, das palavras que ainda não foram ditas, mas só eu sei quais são! Te observo atentamente em silêncio, não há absolutamente nada em ti, que passe despercebido por mim. Hoje eu posso prever uma atitude sua, apenas pelos acontecimentos a nossa volta... Às vezes parecem códigos, aliás, são verdadeiras mensagens criptografadas, onde só é possível serem decifradas pela conexão impar de nossas almas...  Eu te traduzo exatamente como tu é por dentro, sei perfeitamente de cada defeito e qualidade tua, sei quando o  teu "não" é o mais verdadeiro "sim", quando o teu "me deixe" é claramente "por favor não me abandone nunca", quando o teu "me esquece" é exatamente "pensa em mim que eu vou estar pensando em ti", quando o teu "vai embora" é sem dúvida alguma "fica comigo ao meu lado pra sempre", quando o teu "preciso de um de um tempo só" é obviamente "cuida de mim e me dá colo", quando o teu "se comporta e juízo" é "não esquece que tu é minha mulher", quando o teu "não responda" é claramente "diz que me ama como eu te amo", quando o teu "nem eu me entendo" é "só tu me conhece e me entende", quando o teu "segue tua vida que eu não vou te procurar mais" é "mor me espera que eu volto logo pra ti", quando o teu "vai ser feliz minha princesa" é carinhosamente "VAMOS SER FELIZES JUNTINHOS ATÉ A MORTE...

Então, a resposta diante de tudo isso é: EU TE AMO! Cuida do que é meu (de ti) e eu cuido do que é teu (de mim)... Permanecerei sempre aqui, com meus pensamentos direcionados a ti, não darei um passo sem ti, meu maridinho. Porque TE AMO MAIS QUE TUDO NO UNIVERSO! Te ESPERAREI e te AMAREI pra sempre! Que Deus e a paz Senhor seja contigo... Fé, esperança, confiança e paciência, Deus está fazendo tudo conforme a vontade Dele e será muito melhor do que imaginamos...

Pra sempre meu coração e minha alma estarão contigo, meu amor, sempre é pra sempre... EU TE AMO!

"IRGA"


Autora: Daiane Vieira.
Música de fundo: "Morada - Sandy"
Ilustração: Google Imagens.