sábado, 5 de julho de 2014

Não sei de ti


São 03:45 da madrugada
Estou simplesmente desesperada
De ti nem fumaça
E eu só na cozinha
Fazendo chá de camomila
Procurando algo que acalme
Qualquer coisa que alivie
Em mim essa agonia
De não saber de ti
Essa dor que não passa
Por não te ter aqui
Tento segurar firme
A caneca que parece
Sambar em minhas mãos
De tão trêmulas
Com a visão já turva
Pelas gotículas que o inundam
E a cada batida do coração
Aumenta mais meu desespero
As horas passam lentamente
E deixa comigo essa agonia
Com lágrimas de tristeza no rosto
Preocupação e saudade aumentam
E eu sozinha aqui
Simplesmente não sei de ti...


"IRGA"




Autora: Daiane Vieira.
Música de Fundo: "Guerra Fria - Sorriso Maroto & Jorge e Mateus"
Ilustração: Google Imagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário