domingo, 25 de maio de 2014

Não fuja da felicidade


Pra que fugir? Pra que tentar querer ser mais forte do que o que sentes em teu coração, se isso te faz tão bem e feliz? Pra que tentar fugir da situação ou tentar se esconder, figindo que está tudo bem, quando não está? Porque esconder tanto sentimento lindo, tanto carinho, tanto cuidado, tanto zelo, tanto amor? Porque ficar calado, quando tudo o que queres, é apenas falar o que sentes e que amas?  Porque tanto medo de viver o que te faz bem? Sei que às vezes, levamos tanta porrada da vida que, quando encontramos alguém capaz e disposta a nos dar carinho e amor puro, sem interesses, nos retraimos e tentamos fugir, desconfiamos, julgamos, não porque não a queremos, mas porque já fomos tão pisoteados pela vida, que não queremos ser novamente atropelados... Vivemos num presente duvidoso, alguns tentando curar o passado, outros planejando o futuro, e sem perceber, o presente vai se tornando o passado e a gente vai deixando de viver tudo aquilo que está dentro de nós, aos poucos, no "sem querer querendo", vivemos adiando tudo o que nos faz feliz, e porque? Vale a pena? Adiar a felicidade te faz feliz? Claro que não! E os nossos sonhos, nossos desejos, nossas vontades, nossas fantasias, nossos planos, onde ficam? Fazemos o quê com eles? E nós, como ficamos? Triste, mau e infelizes! Vale mesmo a pena? No final, qual será a satisfação em fugir da felicidade? Sabemos que tudo o que queremos é um pouco de paz, ser feliz e encontrar alguém, que não seja perfeito, mas que se encaixe em nosso mundo, em nossa vida e nos ame acima de tudo... Alguém que compreenda nossas atitudes, entenda nossos problemas, conheça nossos defeitos, nos ame exatamente como somos, mas ao mesmo tempo, nos faça ser melhor a cada dia, nos faça sonhar sempre mais, faça surgir nos olhos um brilho diferente, uma paz e um furacão de prazer, um sorriso bobo e incontrolável nos lábios... E que esse alguém nos faça parecer adolescente apaixonados, e nos faça perder o medo de se entregar e de amar sem limites (é assim que me sinto)... E principalmente, que o medo, de que essa mesma pessoa que tanto nos faz sonhar, amar infinitamente e quer viver tudo o que causa em nós uma felicidade gigantesca, uma felicidade que não se contém em nós, seja apenas mais um que vai nos fazer sofrer. Isso é inadmissível, quando temos lá dentro do coração e da alma, a certeza de que tudo vai ser diferente, e que dessa fez, seremos realmente felizes, um ao lado do outro, juntinhos... Então pra que continuar a fugir? Fica, corre para meus braços, me abraça forte e nunca mais me solta, porque te quero pra sempre em minha vida, ao meu lado, como meu companheiro para toda uma vida, até que a morte nos separe! 

Não importa o medo, não fuja, pra que condenar duas almas a infelicidade, quando podem ser mais que felizes juntas?  

EU TE AMO, minha vida e minha felicidade... IRGA!




Autora: Daiane Vieira.
Música de fundo: "Quem é - Paula Fernandes".
Ilustração: Google Imagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário