quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Juiz

Martelo da Justiça

Porque te julgas tanto?
Pelo que te condenas?
A que te condenas?
Se é apenas tu
O juiz de tua vida
O juiz da tua alma...
Então liberta-te,
Deixa livre teu coração
Alforria-te do passado
Encara sem medo,
Com fé e cabeça erguida
O futuro que te revela...
Abraça quem te ama
Não apreça-te a prender
Não diminui teus passos
Não economiza sentimentos
Caminha conforme a música,
Deixa apenas acontecer...
Sem cobranças
Sem preconceitos
Sem medos...
Condena-te a liberdade
Prende-te a ser livre
Zera tua solidão
Vive tuas vontades
...
E que tua única pena
Seja apenas tua felicidade!!


*Exmo. Sr. IRGA*


Autora: Daiane Vieira.
Música: "Claudine - Maksim Mrvica"
Ilustração: Google Imagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário