segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Como pássaro!

                                       
Queria te prender a mim, mas seria egoísmo demais, então, te deixei livre para voar, mas deixei meu coração e minha alma preso a ti, assim, esteja aonde estiver, como estiver e com quem estiver, eu estarei sempre contigo... E se resolveres ficar, te amarei em dobro, dedicarei cada segundo de minha existência a te fazer a pessoa mais feliz do universo... Mas se por algum tu decidir partir, te amarei em silêncio, te guardarei dentro de mim, te observarei de longe, continuarei a te amar com a mesma intensidade... E se voltares um dia, saberás que meu amor nunca deixou de ser teu e que durante teus voos, todos os dias estive orando e pedindo a Deus por ti e que sempre te esperei aqui, sentada no terraço, esperando tu chamar no portão... Mas não posso te acorrentar e colar tu  amim, mesmo que eu queira... Porque eu sei, que por mais que eu te ame e queria tu pra sempre ao meu lado, se eu de alguma forma, prender tu a mim, eu não estaria cultivando esse amor que temos, e sim sufocando-o e até matando esse sentimento tão forte e lindo... Não quero que se vá, quero que fique, vai doer demais em mim, tua partida me partirá ao meio, serei incompleta, mas ao menos eu saberei, que tu estás indo ser feliz... E se perceber que a tua felicidade ficou no lugar do qual tu partiu, volte, volte atrás sem medo, sem receio, sem desculpas, simplesmente volte, pois quem ama espera, é paciente, deixa livre... E se decidires que queres voar más não sozinho, então me chame, e eu voarei contigo até o infinito, sem malas, sem medo, sem nada, apenas pela imensa felicidade de está ao lado seu, sendo e te fazendo feliz!!!


Foi assim que aprendi a te amar, te deixando livre, pra tu sempre voltar pra mim...
Dedico ao meu amor maior, IRGA.



Autora: Daiane Vieira.
Música: "Não vá embora - Marisa Monte"
Ilustração: Google Imagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário